quarta-feira, julho 03, 2013

Mudez


meu silêncio é 
muro
que mura
que mede e
faz divisão

meu silêncio é
mudo
que muda
que mata e
joga no chão

meu silêncio é
murro
que esmurra
que amarra e
ata as mãos

meu silêncio é
tal qual um
grito ao contrário
desdizendo
desmudando
desmentindo eu

tal qual o
avesso das palavras
desvirando
desfalando
desescrevendo sons

tal qual um
rio que corre veloz
desviando
descaindo
desistindo de si

meu silêncio é
meu
tal qual seu corpo
seu
sal, selo e saliva

meu silêncio é
a nudez da voz
que me cala
a mudez da língua
que me alma

Nenhum comentário:

Google